quarta-feira, outubro 31

Dia 31 de outubro - Dia do Saci!





Tenho um amigo que me contou um causo de Saci..rss

Em São Tomé das Letras (o ENEPA já dedicou um post a essa incrível cidade das Minas Gerais), terra onde o misticismo faz parte, ele chegou com uma turma para acampar, dois dias depois de um feriado prolongado, logo que saíram dali os muitos turistas que lotaram a cidade.
Olharam desolados para a área onde poderiam montar as barracas. Havia muito lixo, papéis, restos de alimentos, latas, embalagens plásticas... Todos cansados da viagem, sem o menor ânimo para limpar a área antes de montar as barracas e já quase escurecendo..,sentaram num canto e danaram a pitar..rss

De repente um vento inesperado correu o descampado, tiveram que proteger os olhos para evitar a areia e os redemoinhos que se formavam  nos intermináveis minutos que durou o vendaval.

 

Como veio, o vento foi embora, e ao olharem à volta avistaram o lixo amontoado num canto do terreno e a área completamente limpa para montar as barracas.
Ele me contou com a mais absoluta convicção! Em São Tomé tem muito, foi o Saci!

 

De tudo, tenho a comentar, não acredito em sacis, mas adoraria que eles parassem de sumir com os objetos lá de casa...









 

O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro e originou-se entre as tribos indígenas do sul do Brasil.
O saci possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho e sempre está com um cachimbo na boca.
 Inicialmente, o saci era retratado como um curumim endiabrado, com duas pernas, cor morena, além de possuir um rabo típico.
Com a influência da mitologia africana, o saci se transformou em um negrinho que perdeu a perna lutando capoeira, além disso, herdou o pito, uma espécie de cachimbo, e ganhou da mitologia europeia um gorrinho vermelho.
 A principal característica do saci é a travessura, ele é muito brincalhão, diverte-se com os animais e com as pessoas. Por ser  muito moleque ele acaba causando transtornos, como: fazer o feijão queimar, esconder objetos, jogar os dedais das costureiras em buracos e etc.
Segundo a lenda, o Saci está nos redemoinhos de vento e pode ser capturado jogando uma peneira sobre os redemoinhos.
 Após a captura, deve-se retirar o capuz da criatura para garantir sua obediência e prendê-lo em uma garrafa.
 Diz também a lenda que os Sacis nascem em brotos de bambus, onde vivem sete anos e, após esse tempo, vivem mais setenta e sete para atentar a vida dos humanos e animais, depois morrem e viram um cogumelo venenoso ou uma orelha de pau.
 
 
Claro que não! rss
 
Plantei um pé de saci
No dia de halloween,
Nasceu um saci sem pé
Pulando dentro de mim.
Simão Pedrosa


Uma história do Saci-Pererê que ninguém te contou  

Todo o pessoal da floresta tem bronca do Saci. É que ele vive aprontando com os outros, como a gente sabe. É levado mesmo.
Um dia deu um nó no rabo da onça.
Outro dia passou batom vermelho na bocona do jacaré. E pra tirar foi um sufoco danado! Só dava aquela bocarra vermelha, com tanto dente branco dentro. 
Na mesma semana, o danado do Saci passou cola num galho de árvore e uma coruja ficou lá grudada!
Parece que ele já acordava com uma ideia de aprontar na cabeça. 
Mas, um belo dia, chegou a hora do troco. 
O Saci-Pererê recebeu uma carta. Era um convite para ser entrevistado no programa do Jô Soares, em São Paulo.
Ele ficou todo orgulhoso, claro!
Seria o representante do folclore brasileiro, falando para o País inteiro, via satélite. 
Então, ele pensou em colocar uma roupa bem bonita e também um sapato chique, de verniz preto. Até comprou um gorro vermelho novo. No grande dia, ele se vestiu, passou perfume... Mas aí chegou a hora de colocar o sapato! Não tinha jeito.
Todo mundo coloca o sapato ficando em pé na outra perna.
Mas o Saci só tem uma perna, ora! 
Daí, pediu ajuda para a onça. Ela, é claro, deu a maior gargalhada!
– Agora você vai ver que onça é pior que amigo da onça, seu bobão! – disse a pintada. Então o Saci foi pedir uma mãozinha para o jacaré.
– Quiá, quiá, quiá! – riu o bicho com seu bocão cheio de dentes. – Se depender de mim, você vai descalço mesmo! 
E o Saci tentou de novo:
– Ô dona Coruja, me ajuda a calçar este sapato, vai! É só unzinho.
A coruja pensou e respondeu que só ia ajudar se o Saci prometesse não aprontar mais com ninguém.
Ele já estava ficando atrasado pra sair. Desse jeito ia atrasar mais ainda o programa que já é atrasado sempre! Olha aqui, dona Coruja, eu vou dizer uma coisa pra senhora. Se eu ficar bonzinho e comportado, ninguém vai me reconhecer. A senhora vai acabar com o folclore, sabia?

 
E era verdade. Saci-Pererê é Saci-Pererê!
Então a coruja, muito sábia, ajudou e, de sapato e cheiroso, o Saci se mandou.
Mas a verdade é que, com a coruja, ele nunca mais aprontou! (Evelyn Heine)


 

terça-feira, outubro 30

* Apesar de você, José Serra!



Apesar De Você

Chico Buarque
 
Amanhã vai ser outro dia
Hoje você é quem manda
Falou, tá falado
Não tem discussão, não
A minha gente hoje anda
Falando de lado e olhando pro chão
Viu?


  Você que inventou esse Estado
Inventou de inventar
Toda escuridão
Você que inventou o pecado





  Esqueceu-se de inventar o perdão
Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Eu pergunto a você onde vai se esconder
Da enorme euforia?


  Como vai proibir
Quando o galo insistir em cantar?
Água nova brotando
E a gente se amando sem parar




Quando chegar o momento
Esse meu sofrimento
Vou cobrar com juros. Juro!
Todo esse amor reprimido
Esse grito contido



  Esse samba no escuro

Você que inventou a tristeza
Ora tenha a fineza
De "desinventar"
Você vai pagar, e é dobrado
Cada lágrima rolada
Nesse meu penar

 

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria

Você vai se amargar
Vendo o dia raiar



  Sem lhe pedir licença
E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir



  Antes do que você pensa
Apesar de você
Apesar de você



  Amanhã há de ser outro dia
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia

 

Como vai se explicar
Vendo o céu clarear, de repente
Impunemente?



  Como vai abafar
Nosso coro a cantar
Na sua frente
Apesar de você
 


Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Você vai se dar mal, etc e tal
La, laiá, la laiá, la laiá

Festa da Vitória de Fernando Haddad - domingo dia 28/10


E aqui o ENEPA encerra uma série de postagens que jurou nunca iria fazer..rsss
Até nunca mais ver, José Serra!
 

segunda-feira, outubro 29

domingo, outubro 28

* DIA D




Muitas cidades no Brasil elegem hoje seus prefeitos. São Paulo também!
Em São Paulo essa eleição tem uma importância maior, pode ser a permanência ou o começo do fim de um dos mais tradicionais,  maiores e o mais corrupto dos partidos políticos da história do Brasil.

Que os eleitores de São Paulo estejam atentos para a importância de seu voto. Que venham as novas ideias, que venha finalmente um prefeito à altura da grandeza dessa cidade!

Boa sorte São Paulo!


 

sábado, outubro 27

* Tamanho é documento?

 
 

Pênis: Tamanho é documento, sim!
 

Você já deve ter se cansado de ouvir a declaração de que “tamanho não é documento”. É uma daquelas frases auto iludidas, como “é dos carecas que elas gostam mais”. Desculpe, mas a maioria de nós não gosta de carecas. (Falta de cabelo pode indicar baixo nível de testosterona, que é um hormônio que não pode faltar num homem.) Da mesma forma, é preciso encarar que tamanho é documento, sim, senhor.
É claro que estamos falando do nosso amigo pênis. Sem essa de dizer que o que conta para as mulheres são as preliminares. Ou que o prazer feminino depende do envolvimento com o dono do pênis em questão. Claro que tudo isso é importante. Mas a gente, tanto quanto os homens, também gosta de carne. Carne bonita. Muita carne. Se homem gosta de bumbum grande e seios fartos, por que a gente não pode gostar de volumes generosos também?
Que me desculpem os mal dotados, mas o nosso prazer depende, sim, do tamanho do pênis. Estou falando do prazer no intercurso. Mas também do prazer visual, tátil. Se o rapaz tiver o melhor beijo do mundo e um pênis minúsculo, boa parte do esforço – o dele e o nosso – vai por água abaixo. Não há como negar. (Confesso que não consultei especialistas para chegar a essa conclusão: consultei garotas. Mas você quer alguém melhor para perguntar?)

O mito de que tamanho não é documento vem provavelmente de uma velha ideia machista de que mulher não gosta de ter prazer pelo prazer. Ou seja: o prazer físico seria privilégio dos homens, que são encorajados a fazer isso desde o momento em que deixam de engatinhar. Às mulheres caberia um interesse meramente emocional, quase platônico, em relação ao sexo. Saiba que não é assim. Mulher tem tesão, gosta de corpo, de curvas e precisa de prazer tanto quanto um latagão qualquer. Chega dessa história de que, para o rapaz, quanto mais mulheres arrecadar, melhor. Enquanto para a menina, vale o contrário: quanto menos viver, quanto menos curtir, melhor. Toda a diversão para eles e só culpa e vergonha para a gente? Chega.

 
Dizer que o tamanho do pênis não importa é deixar de reconhecer que também existem mulheres que procuram sexo sem envolvimento. Algo que não tem nada a ver com amor, casamento ou relacionamento emocional. A gente também gosta dessas coisas, claro. Assim como é evidente que ninguém se apaixona por um pênis sozinho, existem milhares de outros fatores que podem eventualmente tornar o tamanho do pênis um quesito secundário. Mas nada disso garante a alguém imaginar que, para as mulheres, o tamanho do pênis é apenas um pequeno detalhe. Não é.
Em uma recente matéria da Super, aprendi sobre o “investimento parental”, um termo criado por um pesquisador americano que parte do princípio de que “óvulos são caros, esperma é barato”. Isso faria com que os machos tendessem à poligamia e as mulheres, à monogamia. Tudo o que posso dizer a esse respeito é que dou graças a Deus por ser uma fêmea da espécie humana, com livre-arbítrio para escapar ilesa – e solteira! – dessa chatíssima imposição natural. Podemos tranquilamente fazer sexo sem a intenção de gerar prole, tanto quanto um macho da espécie.
Sexo é algo que as pessoas deveriam praticar por um só motivo: é bom. Isso sempre foi claro e permitido para os homens. Só há bem pouco tempo começou a ser permitido para as mulheres pensar assim também. Mas ainda há resquícios da Idade das Trevas – ainda hoje, por exemplo, temos uma lei estúpida no Brasil declarando que se o marido descobrir que sua esposa não é mais virgem alguns dias depois do casamento, pode anulá-lo. Felizmente, a sociedade está mudando e preocupações como “será que ele vai achar que eu sou uma desclassificada porque aceitei o convite de ir para o motel logo no primeiro encontro?” estão dando (sem trocadilho!), na cabeça das mulheres, lugar a pensamentos bem mais saudáveis e menos neuróticos: tomar de cara a iniciativa e convidá-lo, se assim o coração mandar. Afinal, nada é tão saudável quanto o sexo sem neurose e sem culpa.
Curiosamente, alguns homens ainda têm resistência a esse tipo de comportamento feminino. O que é incompreensível. Quer dizer que só porque a garota foi para a cama com você no primeiro dia, isso significa que ela não é digna de um relacionamento duradouro? Se sexo é tão bom para você, por que não pode ser bom para ela também?
É triste viver numa sociedade que pune, ainda que veladamente, as mulheres que transam numa boa e que falam a verdade sobre o assunto como, por exemplo, que o tamanho é importante, sim, senhor.(Clarah Averbuck)
 



Média durante uma ereção:

 

Brasil: 12.4 cm

 
 Estados Unidos: 12,9 cm


Alemanha: 14, 48 cm

 
 França: 16,01cm


Espanha: 13,58 cm


Japão: 13,28 cm
 
Venezuela: 12,7 cm
 

Índia: 10,24 cm
 

Coréia do Sul: 9,66 cm
 

Austrália: 15,7 cm
 

Colômbia: 13,9 cm
 

Fonte: Dr. Eduardo Gomez de Diego- Andromedical SL

Curiosidades

- O comprimento do pênis deve ser medido da base até a extremidade. Para tal, 5 classificações foram estabelecidas:



Micropênis: Até 09 cm
Pequeno: 10 a 12 cm
Médio: 13 a 16 cm
Grande: 17 a 22 cm
Macropênis: Mais de 23 cm

- "SPP"- Termo utilizado para as pessoas com "Síndrome do pênis pequeno", ou ainda, "Síndrome do vestiário".

- Em recente pesquisa, 90% das mulheres demonstraram interesse por pênis mais largos do que compridos. Ainda no levantamento, 85% manifestaram satisfação com a genitália de seus companheiros, contra 55% dos homens e seus respectivos órgãos.(minilua.com)

 
Eu considero esse assunto um tanto (in)delicado, mas é preciso que se discuta em tempos em que um casamento pode ser anulado porque a noiva não é mais virgem, mas não é anulado quando o noivo tem pênis pequeno.
 
Bom final de semana!
 

 

sexta-feira, outubro 26

* Saideira!



 

 
Agir, eis a inteligência verdadeira. Serei o que quiser. Mas tenho que querer o que for. O êxito está em ter êxito, e não em ter condições de êxito. Condições de palácio tem qualquer terra larga, mas onde estará o palácio se não o fizerem ali?
Fernando Pessoa


Diz que deu, diz que Deus, Diz que Deus dará,
 Não vou duvidar, ô nega
 E se Deus não dá,
 Como é que vai ficar, ô nega?
 
Chico Buarque de Holanda